Com o lançamento do Windows 10 no ano passado, a Microsoft introduziu a função de compartilhamento Wi-fi Sense focando na facilidade de compartilhar suas redes wi-fi protegidas com seus contatos por perto, eliminando o árduo trabalho manual de ter que se logar toda vez.

Essa opção de compartilhamento de senhas wi-fi imediatamente causou alvoroço entre os usuários do Windows 10, especialmente entre aqueles que pensaram que essa funcionalidade automaticamente compartilhava sua senha de wi-fi com seus contatos que quisessem acesso.

Além disso, essa funcionalidade não compartilhava a senha da rede em si, utilizada para proteger seu Wi-Fi, mas realmente liberava o acesso para os seus contatos.

No entanto, a grande questão surge quando você decide compartilhar seu acesso Wi-fi com qualquer um da sua lista de contato. Convenhamos, quem realmente quer compartilhar suas senhas Wi-fi com todo mundo de sua lista de contatos?

Uma vez que a funcionalidade não te dá a opção de compartilhar sua rede com individuos selecionados do Facebook ou Skype, qualquer um na sua lista de contatos com uma mente maliciosa poderia realizar um ataque do tipo Man-in-the-Middle (MITM).

“O custo para atualizar o código e manter esta funcionalidade junto com o pouco uso e baixa demanda mostraram que é um investimento que não vale a pena,” disse Gabe Aul, vice presidente da Microsoft.

Fabio Ferreira on EmailFabio Ferreira on InstagramFabio Ferreira on Twitter
Fabio Ferreira

Desenvolvedor Javascript e PHP, é editor do blog Café na Veia e também atua como desenvolvedor web freelancer na cidade de São Paulo.


Author: Fabio Ferreira

Desenvolvedor Javascript e PHP, é editor do blog Café na Veia e também atua como desenvolvedor web freelancer na cidade de São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram did not return any images.

Siga também nosso Instagram!